Por que o marketing online é melhor do que os métodos tradicionais

marketing online
Índice deste artigo

Enquanto a maioria dos profissionais de marketing usa uma mistura de métodos digitais e impressos, o marketing online está se tornando cada vez mais importante no mercado de publicidade.

Isso não é de admirar, já que a média de pessoas online está sendo 24 horas por semana. O marketing online abrange uma ampla gama de táticas, desde posicionamentos de anúncios digitais em blogs e sites, até posicionamentos nos resultados de pesquisa do Google, nas mídias sociais e até mesmo por meio de conteúdo patrocinado.

O conteúdo desses anúncios é quase tão versátil quanto as opções de posicionamento: texto, imagens, vídeo e animação estão sendo usados ​​de maneiras interessantes para atrair clientes em potencial on-line.

Se você é novo no mundo do marketing on-line, ou mesmo se já executou algumas campanhas de Google Ads ou Facebook Ads, on-line no passado, pode ser um bom momento para rever como está usando o marketing on-line para vender sua organização.

Com sua série de benefícios, uma mudança de métodos mais tradicionais para uma abordagem online pode aumentar suas vendas e exposição. Confira essas dicas de marketing

O marketing online adiciona amplitude e profundidade ao seu alcance

Você já colocou um anúncio em uma revista de nicho relacionado à sua empresa e desejou que apenas as leitoras de uma determinada faixa etária vissem o anúncio? Ou ficou frustrado porque um outdoor inteligente que você levantou só alcançou o público em uma determinada região que dirige?

O marketing online pode eliminar muitas dessas frustrações do seu processo de marketing, garantindo que você alcance o público que deseja.

Quando se trata de adicionar amplitude ao seu marketing, é difícil rivalizar com o Google Adwords. Com uma média de seis bilhões de pesquisas por dia, fica claro que as pessoas estão usando o Google quando estão online.

A popularidade do Google não é a única parte da equação que importa, no entanto.

O outro fator é como as pessoas estão usando o Google e como isso pode ser útil para o seu negócio. As pessoas usam o Google para pesquisar produtos e soluções sobre os quais estão interessadas em saber mais, o que significa que estão ativamente interessadas no que você está oferecendo.

O Google AdWords permite que você coloque anúncios nos próprios resultados de pesquisa do Google, alcançando clientes em potencial de forma rápida e eficiente. Além disso, o Google AdWords permite que você coloque anúncios em outros lugares, como Gmail e YouTube, e segmente interesses específicos, como “amantes de animais de estimação” ou “entusiastas” de atividades ao ar livre, para ter certeza de alcançar o grupo demográfico exato que procura.

Outros sites de mídia social como Facebook e Twitter oferecem a mesma profundidade na segmentação de públicos específicos.

Os controles demográficos no Facebook permitem que você crie anúncios compartilhados com dados demográficos com base na localização, linha de trabalho, afiliação política, gênero e educação.

Você pode até segmentar usuários do Facebook com base em se eles se mudaram recentemente ou com quem são amigos.

Se você está vendendo algo que seria um ótimo presente de casamento, você pode segmentar usuários que são amigos de alguém que está noivo ou recém-casado.

Todos esses fatores podem ter um grande impacto no aprofundamento do seu público e garantir que seu anúncio seja visto não apenas pelas pessoas certas, mas no momento certo de suas vidas.

O marketing online oferece melhores dados

Além da profundidade do público e do conteúdo que o marketing online oferece, você também pode obter dados muito mais oportunos sobre suas campanhas de marketing ao executá-las online.

Esses dados podem ser destilados no mesmo nível granular dos dados demográficos que você está segmentando, tornando-se um grande benefício para os profissionais de marketing que procuram dados sólidos e acionáveis.

Painéis como o Facebook Insights e o Google Data Studio ajudam você a visualizar, interagir e utilizar seus dados de maneiras interessantes.

Um dos maiores benefícios dos dados coletados pelos esforços de marketing online é a rapidez com que esses dados podem ser reaproveitados para informar um novo segmento de seu público.

Campanhas de remarketing e campanhas de retargeting são duas dessas maneiras de se engajar novamente com clientes em potencial que interagiram com seu conteúdo.

Se bem-feitas, essas campanhas podem fazer uma grande diferença na conversão de clientes que, de outra forma, nunca teriam feito uma compra.

Até mesmo criar uma lista de e-mail opt-in é uma ótima maneira de começar a construir uma base de clientes em potencial e é muito mais simples do que obter o endereço de correspondência ou o número de telefone de um cliente.

O marketing online é mais econômico

Apenas pesando os pontos fortes do marketing online acima, não é difícil entender quanto valor os profissionais de marketing podem ganhar usando métodos online para alcançar seus clientes.

O espaço publicitário online é geralmente mais barato que os métodos tradicionais e também oferece um retorno sobre o investimento muito maior.

Uma das principais razões para isso é que o marketing online tende a ser de entrada, em oposição à saída.

No inbound marketing, os clientes já estão interessados ​​ou buscam soluções semelhantes ao seu negócio, o que significa que eles já têm interesse em agir.

O marketing online ajuda você a criar as condições certas para que um cliente saiba mais sobre seu produto ou marca, o que, por sua vez, pode se traduzir em uma compra.

Está pensando em anunciar online? Uma boa opção para quem está iniciando é contrata uma empresa que trabalha com Gestão de Anúncios.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Sobre o autor

Facebook
LinkedIn
Twitter
Felipe Martins
Estrategista Digital

Mineiro, entusiasta da tecnologia e amante das artes. Trabalho com Internet Marketing desde 2010. Sou dono da Agência SNR e fundador do Blog Dica Útil. Você pode falar comigo pelo email [email protected]

Publicidade

Destaques

Publicidade
Compartilhe essa dica com alguém