10 coisas para avaliar em um notebook antes de comprar

avaliar em um notebook
Índice deste artigo

Saber o que avaliar em um notebook, antes de realizar a compra, pode parecer uma missão complexa, principalmente se você não possui conhecimento aprofundado no assunto. Afinal, são tantos termos, números e modelos que dá para se perder. E quando tentamos perguntar aos vendedores (quando a compra é presencial), eles também não sabem te passar muitas informações.

Sabendo disso, o blog Dica Útil resolveu fazer uma lista com 10 coisas que você precisa avaliar em um notebook, antes de comprá-lo. Seguindo as nossas recomendações, com certeza você conseguirá fazer uma boa escolha. Vamos lá?

Verifique qual é a geração do processador

Não basta ser i3, i5 ou i7 (no caso da Intel). É preciso saber qual é a geração do processador, pois em MUITOS casos, a loja omite propositalmente essa informação. Atualmente, os processadores Intel estão na 12ª geração, mas há muitos notebooks de 2ª e 3ª geração sendo vendidos como se fossem de uma linha recente.

Pense nisso como um carro. Você pode comprar um Corolla do ano 2000 ou um 2022, ambos são Corollas, mas completamente diferentes.

Quando você esquece de verificar esse quesito, acreditando estar adquirindo um processador potente, corre o sério risco de comprar gato por lebre. Por isso, dê preferência à processadores das gerações mais recentes.

No caso dos processadores Ryzen (AMD), eles já estão na 4ª geração (Zen) e o desempenho é muito superior aos anteriores. Esse é o nosso primeiro item para se avaliar em um notebook.

Veja qual é o tipo de memória ram (DDR3, 4 ou 5)

Não basta saber se o notebook tem 4, 8 ou 16GB de memória ram. É preciso saber qual o tipo e a frequência que ela trabalha. Atualmente, o mais comum de se ver nas lojas (online e físicas) são memórias do tipo DDR3 e DDR4. Não se preocupe, iremos detalhar cada um desses termos para você.

Quais são os tipos de memória ram?

Atualmente, existem memórias DDR2, DDR3, DDR4 e DDR5 (recém-lançada). O termo DDR (Double Data Rate) designa a tecnologia que a memória usa para processar os dados, e o número na frente é a geração da tecnologia usada. Quanto maior o número na frente, mais potente sua memória será para processar as atividades do seu notebook.

Quais são as frequências da memória ram?

A frequência da memória ram indica a velocidade máxima no qual os dados são transmitidos e armazenados, entre ela e o processador. Mais uma vez, quanto mais alta, melhor.

Para exemplificar, uma memória DDR3 pode trabalhar de 800 a 2.400MHz, enquanto uma memória DDR4 pode variar de 2.133MHz a 4.266MHz. Uma memória DDR5, ainda pouco disponível no mercado, pode chegar a incrível marca de 6.400MHz.

Saiba qual é o tipo de armazenamento (HD, SSD e/ou NVME)

A memória de armazenamento é onde seus programas serão instalados e seus arquivos ficarão guardados. No entanto, existem tipos diferentes de armazenamento: HD, SSD e NVME. Claro, iremos explicar cada tipo e mostrar o desempenho de cada uma, para que você possa avaliar em um notebook que esteja interessado(a).

O que é memória HD?

A memória de armazenamento HD, hoje em dia, se tornou quase como um disco de vinil dos computadores. Aproveitando a comparação, esse tipo de memória é LITERALMENTE um disco — só que de metal, que usa uma agulha para ler e escrever as informações. Sua velocidade de processamento varia de 150MB/s a 200MB/s. Por ser uma tecnologia mais antiga e lenta, os notebooks que possuem HD podem ser mais baratos, mas terão um desempenho inferior.

O que é memória SSD?

A memória de armazenamento SSD (Solid-State Drive) utiliza uma tecnologia eletrônica (flash) para armazenamento — semelhante à dos pen-drives. Diferente do HD, que é mecânico, o SSD possui um desempenho muito superior, podendo chegar à marca de 500MB/s. Existem vários tipos: SSD SATA, SSD M2 e SSD PCI Express.

O que é memória NVMe?

A memória de armazenamento NVMe (SSD NVMe) é uma espécie de melhoramento do SSD. Trata-se de uma memória volátil não expressa, onde a transferência de dados pode chegar à casa de 7.000MB/s (dependendo do modelo). Isso quer dizer que seus programas e jogos irão abrir em questão de segundos. Além disso, os notebooks com NVMe costumam ligar de 3 a 5 segundos. Claro, tanta velocidade irá impactar no preço do notebook, deixando a máquina mais cara.

Abaixo, podemos ver um comparativo entre o HD, SSD e NVMe, nos quesitos “Leitura” e “Escrita” de dados. A diferença é impressionante.

avaliar em um notebook

Confira se a placa de vídeo (processamento gráfico) é offboard ou onboard.

Se você utiliza o notebook para trabalho ou jogos, a placa de processamento gráfico é um dos itens mais importantes da sua máquina. Trabalhando em conjunto com o processador, memória ram e placa-mãe, a placa de vídeo irá acelerar a renderização dos gráficos. Atualmente, uma boa placa de vídeo para notebook possui entre 2 e 6 GB, dedicados à sua função.

E a placa de vídeo pode ser Offboard (separada do processador) ou Onboard (integrada ao processador).

A placa de vídeo integrada, na verdade, é um chip gráfico integrado ao processador. O sistema separa uma parte da memória ram para ser usada como memória de vídeo. Atualmente, os processadores das novas gerações trazem boas placas de vídeo integradas.

Já as placas de vídeo offboard é independente. Ela possui um processamento exclusivo para executar as questões gráficas. Atualmente, elas são consideradas melhores que as onboards, principalmente se você utiliza o notebook para trabalhar ou jogar.

Analise o tamanho e peso do notebook

Quem precisa levar o notebook para o trabalho ou faculdade, o peso e tamanho podem ser um problema. Geralmente, as pessoas dão preferência à notebooks menores e mais leves (a Apple acertou em cheio nisso). O problema é que, se o notebook é pequeno e potente, costuma ser caro. Se ele é pequeno e barato, costuma ser ruim. Por isso, nós recomendamos que você analise cada um dos pontos citados acima e encontre um meio termo, para que a sua máquina seja compacta e, ao mesmo tempo, potente. Ao final deste artigo, daremos algumas sugestões de notebook com bom custo-benefício.

Confira as avalições e comentários de quem já comprou

Se existe algo que ajuda o consumidor a tomar uma decisão certeira, certamente são as avaliações e comentários de quem já comprou. Nos depoimentos dos clientes, você pode conhecer nitidamente quais são os pontos positivos e negativos do notebook desejado, sem nenhuma interferência da loja. Leia o máximo que puder. Se possível, pesquise no Google a loja onde o produto está sendo vendido e veja também os comentários no site Reclame Aqui. Isso te ajudará a saber se aquela loja é confiável ou não… Ah, e não se assuste se você vir comentários muito negativos de um produto que parecia não ter defeitos.

Investigue se o modelo possui algum defeito crônico

Quando falamos de tecnologia, é normal que uma linha ou modelo específico de notebook tenha “defeitos crônicos”, que são aqueles que costumam aparecer em quase todos os exemplares, com o passar do tempo. Muitas vezes, esse problema crônico se manifesta em uma mudança de cor da tela, superaquecimento, falhas na bateria ou até mesmo “pane geral”. Quando um modelo de notebook apresenta tal problema, geralmente sai de linha e não é mais produzido. Por isso, veja se o modelo desejado ainda é produzido e veja se ele mantém um bom funcionamento, com o passar do tempo.

Confira qual é o desempenho médio da bateria

Notebooks foram feitos para funcionar fora da tomada, caso contrário seriam desktops (computador de mesa). Por isso, é necessário investigar se a bateria do modelo desejado possui um bom desempenho. Não há nada pior que um notebook que só funciona se estiver preso à tomada. Um bom lugar para conferir essa questão é na área de avaliações dos consumidores, já citada aqui neste artigo.

Verifique qual é o sistema operacional

O sistema operacional é a interface do notebook, estamos falando de Windows, MacOS, Ubuntu e outros. Por isso, é necessário certificar que você sabe utilizar o sistema operacional do notebook almejado e se, em caso de troca do sistema, o produto perde a garantia do fabricante. Muitos notebooks vêm com o sistema Ubuntu de fábrica e, por isso, possuem um preço mais atrativo. É extremamente normal comprar um notebook com um determinado sistema operacional e trocá-lo, logo em seguida.

Veja que tipo de acabamento o notebook possui (plástico, aço escovado e etc)

Um outro ponto importante para avaliar em um notebook é o acabamento da estrutura física. Muitos fabricantes, para terem notebooks com preços mais acessíveis, acabam pecando no acabamento externo, como o excesso de plástico. Algumas pessoas simplesmente não ligam para essa questão, mas a falta de um bom acabamento pode contribuir para um desgaste rápido e, por consequência, desvalorizando seu equipamento em um curto espaço de tempo. Arranhões, amassados e trincas ficam muito mais evidentes.

Existem notebooks com um acabamento melhor, em aço, por exemplo. Claro, isso encarece um pouco o produto, mas é algo que você deverá colocar na balança na hora de escolher seu modelo.

Boas opções de notebook para estudo, trabalho e jogos.

Conclusão

Depois dessas dicas, você certamente sentirá mais confiança para escolher seu notebook. Não tenha pressa para comprar… Faça a sua análise com calma e volte neste artigo sempre que precisar lembrar de algo. No parágrafo acima, nós demos opções de notebooks que se mostraram ótimas, no quesito custo-benefício. Se gostou do artigo, sinta-se livre para compartilhá-lo com alguém que precisa ler isso. Boas compras.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Sobre o autor

Facebook
LinkedIn
Twitter
Felipe Martins
Estrategista Digital

Mineiro, entusiasta da tecnologia e amante das artes. Trabalho com Internet Marketing desde 2010. Sou dono da Agência SNR e fundador do Blog Dica Útil. Você pode falar comigo pelo email [email protected]

Publicidade

Destaques

Publicidade
Compartilhe essa dica com alguém