6 dicas para cuidar do seus móveis na hora da mudança

hora da mudança
Índice deste artigo

Embalar de forma correta, etiquetar e transportar com segurança são alguns cuidados que você deve ter com seus móveis na hora da mudança

Então, quando estiver de mudança, é importante realizar um bom planejamento e evitar problemas e dores de cabeça. Afinal, você vai lidar com várias caixas, documentos importantes, roupas e móveis.

Saiba que o transporte de móveis pode ser o mais complicado, pois, além de serem grandes e pesados, costumam ser frágeis e podem sofrer danos ao serem deslocados. Continue lendo para saber quais cuidados você deve tomar.

Como proteger os móveis na mudança?

A dica mais eficiente de conseguir fazer uma mudança e proteger o seus móveis é se planejando. Por exemplo, meça os móveis para saber o que vai precisar ser desmontado antes da mudança. 

Além disso, se você mora em um edifício, ou vai morar em um, confira quais são os dias e horários permitidos para a realização de mudanças para que você possa se programar melhor. Outro ponto fundamental é saber com antecedência o que pode ser transportado pelo elevador e o que vai precisar passar pelas escadas ou janelas. 

Por último, não deixe para embalar os móveis na última hora. De preferência, faça isso antecipadamente para conseguir embalar com o devido cuidado.

Como fazer mudança sem estragar móveis?

Tenha em mente que um dos principais motivos pelos quais móveis são danificados durante a mudança é porque eles não foram devidamente protegidos. Por mais que você tenha cuidado na hora de retirá-los da antiga moradia e colocá-los na nova, se eles não estiverem bem protegidos podem facilmente sofrer algum dano durante o trajeto. 

Então, o importante é escolher embalagens adequadas para o seu mobiliário. E na hora de embalar, dê atenção especial às partes mais frágeis, como as quinas. 

Para esse processo você vai precisar de caixas de papelão, papel ondulado, filme stretch, isopor, papel kraft, plástico bolha e fita adesiva.Lembre-se também que, em alguns casos, será preciso desmontar os móveis para protegê-los e também para facilitar o transporte. 

Como preparar móveis para mudança?

Antes de empacotar tudo, o mais indicado é limpar todos os móveis antes de guardar. Após a limpeza, categorize tudo que vai ser levado na mudança e quais móveis precisam ser desmontados.

Por fim, use o plástico bolha, papel ondulado, isopor, caixas de papelão, papel kraft e mantas para proteger os objetos e garantir que eles irão chegar inteiros no destino final.

6 Dicas com os móveis na hora da mudança

Hora da mudança

Preparamos algumas dicas importantes para você não errar na hora da mudança, confira:

Desmonte os móveis

O primeiro passo é desmontar os móveis e não deixar para transportá-los montados. Assim, você evita que eles sofram arranhões ou  danos em sua estrutura física, ou mesmo sofram danos.

Mas não esqueça de ter muito cuidado no momento da desmontagem para não quebrar nenhuma peça ao fazer força demais, por exemplo. Se você tiver o manual do móvel para seguir como guia, melhor. 

Além disso, ao desmontar cada peça é fundamental guardar os parafusos e pecinhas menores. Depois, use uma etiqueta para identificar a embalagem e assim evitar confusões na hora da montagem. 

Entenda que a melhor alternativa é contratar os serviços de mudança com carreto com montagem e desmontagem de um profissional.

Limpe os móveis antes de embalar

O segundo passo é fazer uma boa limpeza para que os móveis não cheguem sujos na casa nova. 

Quando for limpar os móveis de madeira, o ideal é utilizar apenas um pano úmido e um seco para remover pó e sujeira. Dessa forma você não danifica sua estética. 

Para finalizar, passe uma cera própria para móveis para formar uma camada protetora.

Embale bem seus móveis para evitar danificar

Esse passo é fundamental para quem quer transportar os móveis de forma segura. 

Aqui, o mais recomendável é fazer a embalagem dos móveis com filme stretch. Pois, além de alta aderência e elasticidade, ele ainda protege contra pó, sujeira, riscos, arranhões, entre outras intempéries, podendo proteger até mesmo contra os raios UV.

Mas existem ainda outras opções para ajudar a proteger seus móveis e pertences também, como:

  • isopor;
  • caixas de papelão;
  • plástico bolha;
  • papel ondulado e kraft;
  • fita adesiva.

O mais importante é que você faça a embalagem de forma correta.

Separe os pertences mais importantes

Objetos como vidros, louças e espelhos merecem o dobro de cuidado. Além do plástico bolha tradicional, use também o filme stretch para unir objetos comuns.

Para garantir ainda mais seus cuidados, compre uma fita que tenha escrito “frágil”. Dessa forma, você sinaliza aos colaboradores da empresa de transporte o que é mais delicado.

Guarde seus móveis corretamente

Na hora de guardar, selecione caixas no tamanho adequado, para que os itens não fiquem “dançando” durante o transporte. Caso sobre espaço nas caixas, coloque o jornal ou papel para preencher o vazio.

Peças que ficam em estantes e prateleiras, como por exemplo, os objetos de decoração, a recomendação é que use caixas de papelão e passe o plástico bolha nos objetos separadamente.

Outro ponto importante é lacrar muito bem a caixa por fora para assegurar o armazenamento durante o transporte. 

Por fim, procure etiquetar tudo para que os móveis não se percam durante a mudança e você consiga visualizar com facilidade onde cada coisa está.

Fique atento ao tamanho do carro de frete

Normalmente, uma mudança pequena tem aproximadamente 15m3 e um caminhão-baú possui 2,20 de altura x 2,10 de altura x 4,10 de comprimento, o que é suficiente para realizar o transporte. Porém, você deve estar atento para saber se essas dimensões serão suficientes para levar todos os seus móveis.

O método para calcular a cubagem de mudança é simples, seguindo a fórmula: 

volume = comprimento x altura x largura.

Digamos que um objeto apresenta 1,5 metro de altura, 2 metros de comprimento e 1,5 metro de largura. Usando a fórmula, temos que:

V = 1,5 x 2 x 1,5 = 4,5 m³. 

Então, 4,5 metros cúbicos é o volume do objeto e a superfície total que ele vai ocupar no caminhão.

A cubagem de mudança nada mais é que a aplicação da fórmula para calcular o volume ocupado pelos objetos no caminhão em uma operação de mudança. Preste atenção a esse detalhe, pois os caminhões que fazem esses serviços podem ter tamanhos variados.

Seguindo essas dicas simples, você garante uma mudança mais tranquila! Gostou do conteúdo? Deixe o seu comentário.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Sobre o autor

Facebook
LinkedIn
Twitter
Felipe Martins
Estrategista Digital

Mineiro, entusiasta da tecnologia e amante das artes. Trabalho com Internet Marketing desde 2010. Sou dono da Agência SNR e fundador do Blog Dica Útil. Você pode falar comigo pelo email [email protected]

Publicidade

Destaques

Publicidade
Compartilhe essa dica com alguém